Contrato de Marketing Digital: qual a importância do contrato para o seu negócio?

Trabalha com marketing digital? Então, esse texto é para você. Conheça os benefícios de trabalhar com contrato e como ele pode tornar o seu negócio mais seguro.



O contrato é um instrumento essencial para viabilizar uma negociação e tornar o acordo mais seguro e profissional entre as partes.


Todo contrato precisa fornecer informações básicas, tais como: qualificação das partes; obrigações das partes; prazos para a execução do serviço; os valores e as condições de pagamento; foro: indicação do local para julgar eventuais controvérsias judiciais (indicação da cidade); previsão de multas na hipótese de desrespeito de obrigação contratual; e assinaturas das partes e testemunhas.


Importante destacar que o contrato tende a construir uma relação de confiança entre as partes envolvidas, desenvolvendo mais credibilidade e empoderando o seu negócio.


Contrato de Marketing Digital: qual a importância dele para o negócio?


O contrato de Marketing Digital é um instrumento jurídico que oferece segurança e profissionalismo.


Nele, as partes poderão inserir cláusulas (condições específicas), que determinará o objeto, os prazos e os preços, por exemplo.


Essas disposições são fundamentais e precisam ser trabalhadas com detalhes. Cada ponto deve ser específico (evite generalidades), e abordar as consequências na hipótese de descumprimento.


A elaboração do contrato é extremamente necessário para profissionalizar a sua empresa. Comece a utilizá-lo como um meio seguro, e transmita para os seus colaboradores e parceiros que ele é confiável.


Quais as vantagens do contrato no marketing digital?


Preparei uma lista com as principais vantagens da adoção do contrato no seu negócio:


I. Segurança Jurídica: A elaboração de um contrato de Marketing Digital é um passo fundamental. Ele tem como objetivo garantir uma negociação mais segura entre empresa e clientes, proporcionando equilíbrio nas relações.


II. Direitos e deveres: O contrato deve detalhar todos os direitos e deveres das partes (empresas e clientes). Ambos têm o dever de agir com probidade (integridade) e boa-fé. Na relação comercial, deve-se estabelecer a expressa vontade de todas as partes envolvidas, isso gera mais segurança e estabilidade jurídica.


III. Meios de prova: O contrato pode ser utilizado como prova. Hipótese: comprovação do cumprimento de obrigações.


IV. Cláusulas essenciais: O contrato pode disciplinar sobre: rescisão de contrato e pagamento de multa; falta de compromisso; desrespeito com os prazos; e cobranças indevidas das atividades exercidas...


V. Descrição do projeto: Definir os requisitos necessários do projeto a ser executado é fundamental, não se deve deixar lacunas para interpretações ambíguas. Um contrato mais específico exigirá descrição ainda mais detalhada do projeto. Serviços como mentorias e consultorias, por exemplo, precisam trabalhar com esse tipo de contrato.


VI. Disposição de prazos e entregas: Os serviços e os prazos serão discutidos e acordados entre as partes. Obs.: especifique os prazos da entrega, a forma, o meio de comunicação...


Por fim, ressalto que o contrato pode ser utilizado nas diversas áreas do marketing, por exemplo: agências, especialistas, assistentes virtuais, influenciadores digitais, social media, entre outros. Não importa o nicho em que você atua, o importante mesmo é empoderar o seu negócio com mais profissionalismo e formalismo.


O uso do contrato aumentará a confiança entre agências e parceiros, por exemplo, e tornará o acordo mais estável e seguro, além de proporcionar mais credibilidade para a sua marca. Pense nisso!



Obs.: texto informativo. Não substitui consulta com advogado.


Daniele Saraiva

Consultoria & Advocacia para o mundo digital Advogando no Marketing Digital Contato: https://linktr.ee/danielesaraiva.adv



34 visualizações