top of page

Divórcio Rápido no Cartório?

Como agilizar divórcio e separação no cartório? Leia o texto abaixo e encontre as respostas para esta e outras dúvidas.


Sabemos que o divórcio não é um procedimento fácil. Ninguém nasce pronto para lidar com os seus efeitos. Quando o casal decide por ele, significa que todas as tentativas de reconciliação realizadas e frustradas.


No entanto, preciso destacar que o divórcio é um direito que abrange a todos, certo? Ele pode ser consensual (amigável), ou litigioso.


O consensual pode ser realizado em cartório (veja os requisitos abaixo). Já o litigioso, somente poderá ser feito na justiça por meio de um processo, que pode ser longo e caro.




Para que um divórcio seja feito extrajudicialmente (cartório), serão necessários:

Requisitos:

  1. Diálogo e atitude consensual (um acordo amigável);

  2. Não envolva a guarda de filhos menores de idade;

  3. A contratação de um advogado (pelo menos).

Você sabe como funciona um divórcio no cartório?


Para a realização do divórcio no cartório, não pode existir conflito relacionado às questões acima, ou seja, o casal precisa estar em comum acordo.


Além disso, o caso não pode ter filhos menores de idade ou incapazes, ou se comprovada a resolução prévia e judicial de todas as questões referentes aos filhos (Ex: guarda, visitas e alimentos).





E quem deve comparecer ao cartório?


O caso deverá comparecer acompanhado de seu advogado. Vale ressaltar que, pode ser um advogado para atender os dois cônjuges.


Qual o procedimento para fazer o divórcio no cartório?


O advogado ou o casal de divorciados solicita a escritura apresentando os documentos de identidade, CPF, e a certidão de casamento. O tabelionato faz a minuta do ato e, se estiver tudo de acordo, o ato é lavrado e assinado.


E se houver bens?


Se o casal tiver bens que queira partilhar, será necessário pagar os eventuais tributos.


O casal precisa contratar advogado?


Sim, por lei a presença dele é indispensável de ao menos um advogado para realizar o procedimento.


O divórcio pode ser feito por procuração?


Sim, mas ela deve conter os poderes especiais para o ato divorciar.


Se uma das partes não concordar com o divórcio, o que fazer?


Neste caso, se não há consenso entre os cônjuges, somente é possível o divórcio judicial.


Vale ressaltar que cada cartório possui a sua tabela de custos. O valor da taxa de um divórcio extrajudicial pode variar entre R$ 400 - 600, além de eventuais tributos e honorários advocatícios.


Como já foi mencionado acima, o divórcio é um direito. E sempre que possível, a resolução de conflitos precisa ser dentro da construção de um diálogo sólido e respeitável.


Você está precisando de orientação jurídica?

Converse com uma advogada:





Está precisando de mais conteúdo sobre o tema?

Leia esse post: DIVÓRCIO NO CARTÓRIO


Mais informações sobre a autora:

Daniele Saraiva - Advogada OAB/CE 40657


Comments


bottom of page